Publicado por: Dirceu Rabelo | 03/06/2011

CLÁUDIO CAVALCANTI – A GENEROSIDADE EM PESSOA.

CLÁUDIO CAVALCANTI –

A GENEROSIDADE EM PESSOA. 

Dirceu Rabelo

Hoje, neste meu espaço, quero contar um caso acontecido no meio artístico, mais precisamente num estúdio de novelas da TV Globo do Rio de Janeiro e ao mesmo tempo, prestar uma homenagem ao maior ator que já conheci e que Deus ungiu de grande caráter, humildade e generosidade. Esse ator se chama Cláudio Cavalcanti e embora não seja o protagonista da novela do SBT, “Amor e Revolução” de Tiago Santiago, está dando o que falar, por sua interpretação incontestavelmente maravilhosa. Não precisa ser ou ter sido ator para conhecer o trabalho desse grande ator.

Ele interpreta um líder camponês, Geraldo Cordeiro, militante comunista, na década de 1960 e que se viu às voltas com os militares e com o DOPS  (Delegacia de Ordem Política e Social) da época, sendo torturado quase à morte.

Acompanho a novela, que me leva a dormir tarde, mas que vale a pena pela excelente direção de Reynaldo Boury, com quem já fiz alguns trabalhos na Globo, e pelo grande elenco encabeçado pelo Cláudio e pelos também grandes atores, Reinaldo Gonzaga, Graziella Schmitt, Cláudio Lins, Gustavo Haddad e muitos outros.

Lembro-me de outro grande trabalho de Cláudio Cavalcanti na Globo, em 1984, na minissérie “Padre Cícero”, quando ele viveu um repressor: o bispo DOM JOAQUIM. Nunca me esqueci desse fato, por causa do nome da minha cidade natal.

Já prestei a homenagem a Cláudio Cavalcanti e agora conto o caso acontecido quando eu gravava uma cena de uma novela, que não há santo que me faça lembrar o nome dela. O diretor da dita novela era o mesmo Reynaldo Boury, e no tal dia, ele estava com a “avó atrás da cerca”. Ninguém estava aguentando o mau humor dele.

Eu tinha uma cena com o Cláudio, onde eu fazia um jornalista que entrevistava o personagem dele com muitas falas. Com receio de errar o texto, e como eu estava com um bloco de papel na mão, mais que depressa coloquei uma “dália” ou cola no meio do bloco. Quando o Boury mandou que a gente passasse a cena para o ensaio, este notou que eu estava dando uma sacada no texto e parou o ensaio para me dar o maior esculacho em pleno estúdio, para todo mundo ouvir.

Claro que eu fiquei envergonhado e puto com ele, mas sem responder e o esporro foi tanto que o Cláudio entrou a meu favor e contemporizou:

- Ora, vamos lá Boury! O Dirceu é ator novo e deve estar nervoso. Qual o problema? Vou passar o texto com ele!

O Boury aceitou a sugestão do Cláudio, não sem antes sair resmungando que a produção tinha arrumado “ator amador” para fazer a cena.

O Cláudio passou a cena comigo duas vezes, e nas duas vezes nós não erramos nada. Ele ainda se aproximou de mim e perguntou:

- Dirceu, agora você está seguro para gravar, ou quer ensaiar mais?

Eu falei pra ele: – Cláudio manda lá e confie em mim!

E gravamos uma das cenas mais bonitas que eu, na minha meio fracassada carreira artística pude contracenar com alguém. E este alguém era Cláudio Cavalcanti, ali em minha frente, um protetor, uma segurança, uma mão amiga.

Terminada a cena e depois de revisada e dada como valendo de primeira, recebi um abraço de parabéns do mano Cláudio que me emocionou muito. Talvez ele não se lembre mais disso. Eu nunca me esqueci.

Nunca mais me esqueci daquele amigo, irmão, camarada.

Quanto a Boury… Que Deus o perdoe!

About these ads

Responses

  1. Dirceu, assino embaixo de tudo o que vc escreveu, TUDO, inclusive sobre o Boury, que já me humilhou e arrasou em pleno estúdio, coisa que infelizmente, jamais podemos esquecer, pois pessoas como nós, que ama o seu trablho, saem de casa “desarmados”, levam na bagagem a alegria de estar fazendo o que mais adora fazer, estão de bem com a vida, então, uma “cavalice” dessas, acerta-nos o peito e a alma com seus cascos afiados. Maduros, podemos compreender, mas nunca aceitar ou desculpar. Perdão, só Deus!
    A compensação que Deus nos dá, são esses seres iluminados do naipe do Claudio, que compensam as lágrimas doídas, fruto da incompetência para lidar com os “Cristais de Deus”, desses homens que de alguma forma, por serem o perfeito oposto, ajudam a tornarem mais brilhantes ainda os artistas, mensageiros de Dele.

  2. No esplendor das emoções, por lembrar de um momento tão nefasto, cometi terríveis erros de concordância verbal e outros de esquecer letras (digitação). Peço que me perdoe.

  3. Marilia, minha flor! Valeu o achincalhe de Boury, pois dessa maneira, ou melhor, através da grosseria dele tive a glória de conhecer melhor a meiguice, a douçura de Cláudio Cavalcanti. Nosso amigo Cláudio, já tive notícias dele a esse respeito é um benfeitor não só da classe artística, mas dos parentes, dos vizinhos e de todos que se aproximam dele. Que Jesus o abençôe muito com tudo o que há de bom. E a Boury também! Ele é competente mas, precisa ser educado com as pessoas, tratá-las bem. Somos seres humanos, nós artistas, dos mais sensíveis e necessitamos de carinho e não de safanões… Beijão amiga querida!

  4. Marília querida,
    Não ligue para os probleminhas de português. Eu também os cometo e nem por isso fico a lamentar. Você passou a sua mensagem verdadeira e deu o seu recado direitinho.
    VIVA O “CRISTAL DE DEUS” CLÁUDIO CAVALCANTI!
    Abaixo o antigo pedregulho Boury! (Não sei se ele melhorou o humor…)

  5. Eu gosto do C. Cavalcanti. Estou assistindo Roque Santeiro, e tem uma cena em que ele aconselha a Mocinha que vem sofrendo problemas psicológicos devido à rejeição sofrida em relação ao Roque, etc… Ele no papel de padre Albano foi perfeito. Ele disse: vc não está louca! Loucos são as pessoas que a rodeiam, pessoas do tipo de seu pai, sua mãe, sinhozinho Malta. Vc fraquejou, caiu no fundo do poço e se assustou, mas vai ficar bem.
    Ele disse isso numa naturalidade, que eu me emocionei. Era bem a pessoa dele ali. Parabens ao C. Cavalcante. Figuraça.

  6. Me lembrei também de um filme mais antigo, em que ele transa com uma melancia. ahahahah… Nada a ver com o Padre Albano.

  7. Olá Alex!
    Eu não conheci uma só pessoa que não gostasse do Cláudio. Caráter, bondade, generosidade, alegria de viver e muito mais. Além disso, era e continua sendo um grande ator. Pela matéria que escrevi você sentiu que ele era um amigo e protetor. Um anjo de candura!
    Grande abraço mineiro.

  8. Faz uma enorme falta nas novelas da Rede Globo poderia voltar…. Lembro me da novela A Viagem o papel do Dr: Alberto, um espírita que reunia com seus amigos em sua casa para realizar a linha de mesa. Assistir recentemente a reprise de Roque Santeiro no Canal Viva com o papel do Padre Albano o Padre Vermelho.

  9. O Cláudio não quer mais o pique de estrelismo que corre solto dentro da TV Globo. Ele está em outro astral. É um espírito superior de bondade e candura, como eu já disse. Que Deus o proteja!
    Grande abraço caro amigo Fabiano.

  10. DIRCEU

    MINHA MULHER , QUE LIDA MELHOR DO QUE EU COM A INTERNET, ENCONTROU ESSA SUA LINDA CRONICA QUE NEM SEI SE MERECO.
    GENEROSO FOI VOCE. E OBRIGADO A TODOS VOCES, CRISTAIS DE DEUS.

    CLAUDIO CAVALCANTI

    • Homenagem mais do que merecida! Ao Mestre com carinho!

      • Com certeza, querida Yonarcira! Fiz esta crônica com o maior respeito ao mestre Cláudio.
        Abração!

  11. MAS, OLHA SÓ QUEM ME APARECE?
    NOSSO AMADO CLÁUDIO CAVALCANTI QUE ORA NOS VISITA E NOS DÁ O PRAZER DE UM BELO COMENTÁRIO.
    QUE PRAZER IRMÃO! QUE DÁDIVA DE DEUS TÊ-LO AQUI EM NOSSO BLOG, MAS SAIBA QUE NÃO SÓ MINHAS PALAVRAS NA CRÔNICA ACIMA, COMO OS COMENTÁRIOS DOS AMIGOS QUE SE PRONUNCIARAM, FOMOS TODOS SINCEROS NO MAIS ALTO GRAU.
    QUE JESUS O ABENÇOE COM MUITA PAZ, SAÚDE E FELICIDADE JUNTO AOS SEUS FAMILIARES.
    ACEITE UM ABRAÇO MINEIRO DESTE AMIGO ETERNAMENTE AGRADECIDO.
    NB) Peço-lhe que vote em nosso blog dando um clique neste selo dourado, acima, à direita da página, onde está escrito TOPBLOG 2012. Dando um clique aí, abrirá uma página com as opções de voto: Facebook, Twitter e email. No caso de email, o voto terá que ser confirmado. Peça aos amigos e familiares que façam o mesmo. Precisamos divulgar a Doutrina Espírita.
    Grande abraço!

  12. Para elevação de uma parede, alguns tijolos podem cair e se quebrarem, pelas mãos inábeis de alguns pedreiros, mas, a massa que é a sustentação de tudo, dá a firmeza que divide os espaços da vida. @cabrito2606

  13. Sua fala, ou cometário veio cheio de filosofia, ou parábolas, mas, deu para sentir sua homenagem a Claudio Cavalcanti. Ele merece tudo isso que estamos fazendo por ele. Grande homem; grande ator; grande espírito!

  14. Antes de mais nada, quero dar-lhe as boas-vindas em nome do nosso seleto grupo de fãs no Facebook. Sem dúvida, esta é uma das crônicas mais lindas a respeito deste ser iluminado que é o Claudio! Convido você a conhecer algumas coisas lindas que escrevi sobre esse querido amigo! Beijos da Anja!

  15. Obrigado Yonarcira. Fiz esta crônica com o coração e com a alma. Você pode ver que o próprio Cláudio entrou aí e fez um bonito e emocionado comentário que também me emocionou muitíssimo.
    Ele é mesmo um grande espírito! Já convivi com ele e sei do seu carisma e luz própria.
    Que Jesus a abençoe!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 3.589 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: