Publicado por: Dirceu Rabelo | 04/10/2010

Confira a Biografia de Chico Xavier

Confira a biografia de Chico Xavier

 2/4/1910 – Nasce na cidade de Pedro Leopoldo (MG), Francisco Cândido Xavier, filho do operário João Cândido Xavier e da doméstica Maria João de Deus.

1914 – Começa a ter visões;

29/9/1915 – Perde a mãe, com apenas 5 anos. O pai, sem condições de criar os nove filhos, os entrega a padrinhos e amigos. Chico sofre na companhia da madrinha, que lhe dava surras com varas de marmelo e enfiava um garfo em sua barriga, para “curá-lo” das visões que tinha. Chorava muito e sua mãe começou a aparecer para ele, a fim de incentivá-lo a ter paciência

1917 – O pai de Chico casa-se novamente; desta vez com Cidália Batista, que reuniu todos os enteados para criar, e ainda teve seis filhos;

1919 – Começa a trabalhar, aos 8 anos, numa fábrica de tecidos;

1923 – Conclui o primário;

1924 – Com problemas nos pulmões devido ao trabalho, é aconselhado a deixar a fábrica. Emprega-se como atendente num bar.

1926 – Vai trabalhar no armazém do ex-marido da madrinha.

1927 – Depois de ver a irmã curada de uma obsessão após se tratar com um casal de espíritas, a família institui o culto do Evangelho no Lar (leitura do Evangelho Segundo o Espiritismo em reunião semanal em casa). Decide dedicar-se ao espiritismo. Funda, em 21 de junho, em Pedro Leopoldo, o Centro Espírita Luiz Gonzaga. Numa sessão em 8 de julho, tomou o lápis e começou a escrever freneticamente. No fim, foram 17 páginas, assinadas por um “amigo espiritual”. Dois dias depois, psicografa uma mensagem da mãe.

1928 – Começa a psicografar poemas, a maioria anônimos, e a sofrer perseguição de religiosos e intelectuais.

1931 – Cidália morre em março e pede a Chico que não deixe os irmãos se separar de novo. O espírito Emmanuel, seu guia até o fim da vida, aparece a ele e revela sua missão. Sente pela primeira vez, os sintomas de uma catarata incurável que reduziu sua visão no olho esquerdo e lhe provocou muitas dores e sangramentos até o fim da vida.

1931 a 1932 – Psicografa diversos poemas depois condensados na primeira de suas publicações: Parnaso de Além Túmulo, que reúne 59 textos de 14 poetas famosos brasileiros e portugueses mortos, e é lançado em 9/7/1932. A publicação foi considerada um escândalo, gerando reação até da Academia Brasileira de Letras. A renda do livro é revertida para a Federação Espírita Brasileira (FEB), assim como todos os demais livros dele.

1933 – Começa a fazer bicos na Fazenda Modelo do Ministério da Agricultura, em Pedro Leopoldo. Em 1935, foi contratado como escrevente-datilógrafo e trabalhou na fazenda até se aposentar no final dos anos 50, por invalidez (doença incurável nos olhos). Apesar da precária saúde e do trabalho no centro espírita fora das horas de serviço, nunca teve uma única falta ou gozou licença médica, conforme registros do ministério, citados pela FEB.

1938 – Começa a psicografar em outubro o texto do livro Há dois mil anos, ditado por Emmanuel e publicado no ano seguinte.

1943 – Começa a psicografar o livro Nosso lar, do espírito André Luiz, publicado em 1944 e até hoje seu best-seller, com 1.782.000 exemplares vendidos até janeiro de 2010. O livro é um primeiro de uma série de 11 do autor que descreve a vida no além.

1944 – Enfrenta e vence ação movida pela família de Humberto de Campos, questionando a autenticidade de livros do autor que teriam sido psicografados por Chico e cobrando direitos autorais.

5/1/1959 – Mudou-se para Uberaba, iniciando nessa mesma data, as atividades mediúnicas, em reunião pública da Comunhão Espírita Cristã. A cidade se tornou pólo de atração de inúmeros visitantes do Brasil e exterior.

1967 – Começa a receber, em sessões públicas, recados de mortos para suas famílias, o que aumenta ainda mais a peregrinação a Uberaba.

1971 – Em 28/7, participa do programa de entrevistas Pinga-Fogo, na TV Tupi, que bate recorde de audiência e dura três horas, em vez dos 60 minutos previstos inicialmente. Em 21 de dezembro, volta ao programa, que desta vez teve quatro horas de duração.

1976 – Sofre crises de angina e dois infartos até 1982, quando passa a precisar ser assistido permanentemente por um médico, o clínico geral Eurípedes Vieira, e a tomar medicamentos diariamente.

1979 – Uma carta psicografada por ele ajuda a inocentar, em Goiânia, José Divino Nunes, acusado de matar o melhor amigo, Maurício Henriques. Foi a primeira vez que a Justiça aceitou uma psicografia como prova válida.

1981 – É indicado ao Prêmio Nobel da Paz por 10 milhões de brasileiros.

2000 – É eleito o Mineiro do Século, numa promoção da Rede Globo Minas.

30/6/2002 – Morre, aos 92 anos, de parada cardíaca, em casa em Uberaba (MG). Foi enterrado em 2/7/2002 com honras militares, debaixo de uma chuva de pétalas de rosas. Fila de 4 km foi formada durante seu velório. Por seu caixão passaram 40 pessoas por minuto.
.
2006 – É eleito o maior brasileiro da história, numa votação promovida pela Revista Época.
.
2010 – Centenário do seu nascimento.
.

Fontes: Biografia elaborada por Marival Veloso Matos, presidente da União Espírita Mineira, e livro “As vidas de Chico Xavier”, de Marcel Souto Maior (Editora Planeta), 2003).

 

Anúncios

Responses

  1. ‘se todos fossem iguais a voce!’ seria a frase que eu gostaria de dizer a ele!!!!
    vida magnifica, exemplo para ser seguido por todos e todas……
    temos que ao menos fazer um pouco do exemplo que ele nos deixou!!!!!!
    obrigado tio dirceu, por este resumo lindo e fantastico da vida dele!

  2. Angelo querido. O Chico Xavier é exemplo de ternura, amor e paz para todos nós. Ele é um espírito de altíssima categoria que reencarnou entre nós, para nos ensinar a amar o próximo e com certeza, conseguiu. Um abração e que Jesus o proteja!!!

  3. nossa que delicia…
    cheguei a sentir a forca da bencao….
    que Jesus proteja a todos nos…


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: