Publicado por: Dirceu Rabelo | 14/10/2010

Meus 15 Minutos de Fama (III)

Meus “15 Minutos de Fama” (III)

 Dirceu Rabelo

Nesta foto, estou participando da primeira versão da novela “Roque Santeiro” do magistral Dias Gomes, gravada pela TV Globo. Apenas 20 capítulos dessa versão de Roque Santeiro foram gravados, e no dia em que a novela iria ao ar, a direção da Globo recebeu um telefonema do departamento de censura do Ministério da Justiça, proibindo a exibição da novela. Estávamos em plena ditadura e o presidente em exercício era o General Ernesto Geisel. Essa novela foi baseada na peça de teatro, “O Berço do Herói” de autoria do próprio Dias Gomes que já tinha sido censurada em 1967; o autor fez a adaptação da peça para a televisão com o nome de “Roque Santeiro”, mas, contam que uma conversa de Dias foi ouvida pelos censores em telefones “grampeados”, onde ele dizia que estaria enganando a censura. Daí, a proibição.

Na foto, uma cena com o ator Lutero Luiz, já falecido, ao pé da estátua de Roque Santeiro, que fazia o personagem prefeito Florindo Abelha, “seu Flô”. A gravação estava sendo feita na pequena cidade cenográfica em Jacarepaguá, que naquela época nascia, para dar lugar ao PROJAC, hoje, uma grande cidade cenográfica mesmo. A cena está sendo dirigida por Daniel Filho, que aparece em primeiro plano, conversando com o cameraman (operador de câmera de televisão). Eu, recém chegado ao Rio, fazia uma baita de uma figuração e estou bem ao lado do Lutero Luiz (de camisa branca), à sua direita na foto, anotando alguma coisa, como se estivesse fazendo uma entrevista com o prefeito.

Fotos escaneados do arquivo particular do autor do blog.

Anúncios

Responses

  1. na nossa familia, temos muitos artistas!
    na sua casa mesmo!!!! so alto gabarito!!!!
    quem mais rodou ou roda pela globo???

  2. Tivemos o Guilherme de Pádua que também é Thomaz legítimo e é sobrinho-neto de Vovô Papula, o João Thomaz. Temos ainda o Elísio, filho de Dedé de Tio Raimundo, irmão de Vó Sunça e de mamãe. Você falou a verdade: somos uma família de artistas! Minha avó e sua bisavó Maria Teixeira era uma grande poetisa e, aliás, neste fim de semana passada, estive em Gororós e Tia Assunção me deu vários manuscritos de poemas dela, para o Museu de Dom Joaquim, datados de 1906 até 1909. Um tesouro!!!

  3. ja pus os olhos nisto antes….
    tudo debaixo do colchao dela….
    temos material para um livro com tendencia a ganharmos altos premios…..
    temos que nos reunir e comecar a escrever as coisas que so acontecem na nossa familia……
    tio dirceu….quero deixar aqui escrito para que o mundo possa saber….
    vc realmente tem um fa! que esta longe do ninho, mas que vive ativo e com os olhos de aguia em tudo que acontece por ai!!!!!

  4. Angelo querido! Estou prestes a lançar um livro de poesias e de crônicas ou um só de poesias e outro só de crônicas. Tenho que ver ainda. O que não posso é ficar só publicando minhas “coisas” aqui no blog, pois nos livros as palavras se perpetuam. Não vou fazer isso para ficar famoso ou rico; longe disso! Só quero lançar para mais distante uma arte que nossa família domina há anos e nunca ninguém publicou em livro. Um grande e saudoso abraço.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: