Publicado por: Dirceu Rabelo | 04/02/2011

Prato do dia: Gambá com Chuchu!

Prato do dia: gambá com chuchu!

Dirceu Rabelo

 

Tenho um amigo de longa data, que trabalhava comigo aqui na Prefeitura de Dom Joaquim. De vez em quando, ele chegava para trabalhar cheio de sono e reclamando que havia passado a noite toda matando gambás, no fundo de seu quintal. E contava os detalhes horripilantes de sua cachorra matando os filhotinhos e a “gamboa” tentando salvar a prole. Ele sempre arrematava a heróica caçada com a pergunta: “Por que Deus foi inventar chuchu e gambá? Os dois não servem pra nada! Gambá só dá prejuízo e chuchu não tem sabor de nada, nem vitamina nenhuma”.

Eu ficava invocado com aquilo e sendo espírita, respondia que Deus não colocaria na terra seres dos reinos vegetal ou animal que não prestassem para nada. Alguma serventia eles teriam; eu, por exemplo, sempre gostei de chuchu (com bastante camarão vg). Mas resolvi buscar na pesquisa, as respostas para aquelas indagações.

O gambá, gente amiga, que todo mundo acha que é a cara do cachaceiro inveterado, é um marsupial brasileiro, ou seja, a fêmea não dá à luz aos bebês (de 10 a 15 por ninhada)  já “prontos”, mas ainda em formação. Nascidos, eles se viram para subir através dos fios da pelagem, até chegarem à bolsa ventral (marsúpio) que fica na barriga da mãe e que só as fêmeas têm. Aí, os bebês se colam – mas, se colam mesmo! – em uma teta e ficam mamando até virarem gente grande e poderem sair para passear com os rabinhos enrolados no rabo da mãe e apoiados em suas costas. Que troço enrolado!

O gambá come de tudo: raízes, frutas, vermes, insetos, sementes, aves (ovos, filhotes e adultos), mas come também lagartos, anfíbios e serpentes. Olha só! O fedorento é predador natural de serpentes e é imune ao veneno de todas elas, incluindo as jararacas, cascavéis e corais. Segundo estudos científicos, a dose letal em um experimento com gambá foi de 660mg de veneno de cobra, o que corresponde a uma dose 4.000 (quatro mil) vezes superior à suportada por bovinos de 400 kg. Picada de escorpião então, o gambá tira de letra e ele é exímio caçador desses indesejáveis aracnídeos.

Aqui em casa os gambás passeiam à noite pelo quintal e todos já me conhecem pelo nome e passeiam à vontade. O que fiz de diferente, foi só trocar os ovos indezes (olha no dicionário aí – indez, ovo indez), aqueles que ficam no ninho para servir de chamariz para as galinhas, por ovos de cimento pintado de branco. Depois de terem os dentes estragados por uns dias, eles desistiram de chupar ovos lá em casa e passaram para os vizinhos.

Agora, vamos ao amaldiçoado e mal falado chuchu. O pobre coitado só pegou essa fama toda, porque não tem um gosto forte; é suave, ou melhor, safado. Ele toma o gosto de tudo que você cozinha com ele. Eu citei ai em cima chuchu com camarão; é o prato mais delicioso que se come no Rio de Janeiro. Aliás, é um prato bem carioca.

Mas, pra começo de conversa, o chuchu não é legume, nêga! É fruta! É um fruto, pois possui sementes internas, envolvidas pela parte comestível. Além disso, é rico em fibras (alto teor) e de fácil digestão. Como tem pouquíssimas calorias, é muito utilizado em dietas. Possui ainda potássio, vitaminas A e C e os seus brotos são ricos em nutrientes como as vitaminas C e B e excelente fonte de cálcio, fósforo e ferro.

VAI UM GAMBÁ COM CHUCHU AÍ!!!!   

Anúncios

Responses

  1. Dirceu, querido, adorei esse texto, porque deu muita saudade dos gambás lá de casa, uma hora vou procurar as lindas fotos que tenho de uma fêmea carregando seus filhotinhos pendurados, percorrendo uma longa estrada sobre a cerca viva.
    Acrescento também que são os melhores predadores para o ataque dos caramujos africanos, que lamentávelmente por sua rápida expansão, viraram “praga”. Não gosto dessa denominação, mas o fato é que se não estivermos atentos, um dia acordamos e temos apenas poeira no antigo jardim, posto que eles devoram TUDO! Mas os gambás ama os caramujos e fazem o serviço pra nós!
    Quanto ao xuxú, gosto muito, especialmente o suflê e é uma delícia e cozido no vapor, tem seu sabor integral preservado, é só jogar um pouquinho de azeite…

    • Seu Dirceu todo dia algum cientista descobre algo diferente na natureza,ainda chegará o dia da descoberta da importância do chuchu e o Gambá além das importâncias que já existem mesmo que insignificantes para muitos eu por exemplo conto com o gamba como meu aliado no combate ao caramujo africano onde ele quebra a casca e come o mesmo frente a realidade da infestação desse mulusco na minha região de viana ES e não acredito que Deus fez algo envão mas acredito que o mundo se acabara sem tempo hábil para todas descobertas do que nele existe……abraços a todos

      • Perfeito o seu comentário, caro Flávio! Como eu descobri no Google tantas coisas boas a respeito do gambá e do chuchu, muito ainda será descoberto a respeito de muitas coisas da natureza que Deus nos concedeu.
        Tenho um respeito irrestrito à natureza como parte integrante de nosso Pai e Criador e passo isso para meus filhos e netos e para quem mais se interessar.
        Grande abraço e que Jesus o abençoe!

  2. Linda Marília! Que bom ter o privilégio de contar com uma leitora atenta e com os mesmos “amores” que a gente. Tenho uma irmã e uma filha que também se chamam Marília. Quando abri o email e vi o comentário, pensei tratar-se da minha filha, que é bióloga. Mas, você a cada dia, mais me impressiona; se já não bastassem a cantora, a atriz, a poetisa, a compositora, a mãe , a avó, a mulher lutadora, eis aí a conservacionista e naturalista “pé no chão” que ama a natureza com todas as forças do coração. Até rimou. Beijos!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: