Publicado por: Dirceu Rabelo | 10/06/2012

O TRANSTORNO BIPOLAR NA VISÃO ESPÍRITA

 

O TRANSTORNO BIPOLAR NA VISÃO ESPÍRITA

O TRANSTORNO BIPOLAR é uma doença funcional do cérebro relacionada aos neurotransmissores cerebrais, que provoca oscilações imprevisíveis do humor, que vai da depressão aos estados mais elevados, chamados de hipomania ou mania.

            Afetando em torno de 1% da população, distribuído igualmente entre homens e mulheres, o TB (transtorno bipolar) permanece como crônico em 1/3 dos acometidos, perdurando por toda vida. Surge geralmente na terceira década de vida e os sintomas depressivos predominam na maior parte do tempo.

            Conquanto receba o nome de transtorno bipolar do humor, ele tem subespécies onde só se manifesta a mania ou a depressão ou estados mistos de mania e depressão, em que predomina a irritabilidade. Comumente, quando se apresenta com o predomínio dos sintomas depressivos é mal diagnosticado como depressão maior e tratado erroneamente com antidepressivos somente, o que piora o quadro.

            Por isso, o diagnóstico deve ser feito por profissional qualificado, após exame clínico acurado e colhida história detalhada da enfermidade e sua evolução. Sabe-se que o transtorno funcional dos neurotransmissores como noradrenalina, serotonina e dopamina desempenham papel fundamental na doença, e estudos mostram uma base genética também, pois incide mais frequentemente em algumas famílias. Conquanto existam os fatores predisponentes, há também as situações desencadeantes, geralmente associadas ao estresse ambiental ou uso e abuso de substâncias psicotrópicas, legais e ilegais.

            Pelo que você pode observar, até agora analisamos apenas os fatores biológicos e ambientais, ficando uma lacuna nos aspectos psíquicos e espirituais. Há fatores intrapsíquicos, como a estrutura de personalidade, que joga como um fator de facilitação para a emersão do estado patológico. Aqui, de igual forma, torna-se impossível separar os fatores espirituais, cármicos, dos fatores psíquicos, pois ambos procedem de uma mesma fonte, qual seja, o espírito imortal.

            Torna-se vital avaliarmos o papel que desempenha o cérebro e o corpo físico como um todo no processo da evolução espiritual. O cérebro e o sistema endócrino-humoral é um grande sistema cibernético ou computadorizado, de natureza analógica e não digital, isto é, responde às gradações de forma gradual e não pelo tudo ou nada. Isto faculta ao cérebro ser um meio modulador dos impulsos mentais advindos do espírito, atenuando-os ou potencializando-os, conforme as necessidades adaptativas ou educativas da interação espírito- matéria.

            Em assim sendo, as tendências patológicas agem como um alarme, fazendo o espírito outomodular-se nas tendências e paixões. É a própria Lei de Causa e Efeito a serviço da educação, finalidade maior de sua existência no grande plano pedagógico de Deus.

            À guisa de metáfora, seria como um mau motorista que, notório abusador dos recursos do veículo, desgastando-o prematuramente no descontrole da velocidade e nas frenagens, arriscando-se e levando riscos aos outros, recebesse como parte do seu processo reeducativo um veículo com deficiência nos freios, obrigando-o a restringir a velocidade e a utilizar marchas adequadas, de modo a lhe permitir o devido controle no direcionamento veicular.

            Assim podemos melhor compreender a injunção cármica dos transtornos mentais como um todo, que servem de recursos retificadores dos trânsfugas espirituais que, destarte, corrigem em si mesmos os desvios das paixões alucinantes, do suicídio direto e indireto, dos abusos da inteligência e de outras formas de viciação e alienação do espírito.

            No âmbito do tratamento, embora a própria enfermidade seja em si mesma uma forma de cura da causa original do problema, a providência divina concedeu à medicina humana os meios paliativos e mesmo efetivos de controlar, digamos, o descontrole. No caso do transtorno bipolar temos uma imensa gama de substâncias chamadas de estabilizadores do humor que se utilizam no tratamento de crise e no de longo prazo desta devastadora doença.

            Sob o ponto de vista espiritual, strictu sensu, a reforma íntima, a vigilância e a oração, o propósito no bem, as ações beneficentes constituem-se na melhor profilaxia e tratamento. Não raro, os portadores de TB trazem um séquito de cobradores do passado que podem vir a ser soezes obsessores, complicando um quadro já em si complexo e difícil. O transtorno bipolar do humor parece ser um facilitador da manifestação de faculdades mediúnicas, o que junto às afinidades espirituais do passado e os seus compromissos, vulnerabilizam sobremaneira o enfermo, que se torna assim presa fácil de múltiplos fatores alienantes.

            É desnecessário dizer que a utilização da terapêutica espírita é de grande valia, se acompanhada do devido esforço regenerativo por parte do doente. A doença em si é um grande processo de cura, dentro da qual se insere a abordagem espírita, a funcionar como psicoterapia cognitiva e, ao utilizar os recursos fluídicos e ectoplásmicos, como recurso relevante na cura quântica do desequilíbrio, mas sempre secundariamente à adequada abordagem médica.

Dr. Luiz Paiva  –  SITE:  MEDICINA ESPIRITUAL

Anúncios

Responses

  1. Conheço muito bem esta doença devastadora. Minha Mulher sofre deste mal, muito embora ela não queira admitir que sofre deste mal. A unica coisa que sei é que ela me enlouquece também e, aos meus filhos.

  2. Caro Nilton,
    Sei também de casos terríveis e posso lhe adiantar que todos eles estão relacionados a vidas passadas e espíritos obsessores. Eu sou portador de um transtorno de humor que não chega a bipolar e hoje ele é garantido, ou melhor, reparado com medicação e orações, passes, água fluidificada e visitas às vezes à psiquiatra. Parei com a bebida alcoólica que me devastava e à minha família e a vida, graças a Deus, já corre normal.
    Por que não levá-la em um Centro Espírita de credibilidade? Não sei onde você reside, mas em todas as cidades um pouquinho maiores do Brasil existem Centros Espíritas. Aqui mesmo em minha cidade, Dom Joaquim/MG, há um ano fundamos a Fraternidade Espírita Casa do Caminho que vai seguindo seu destino de levar adiante a Doutrina Espírita pelo mundo e para todos.
    Peça a sua esposa para irem a um Centro Espírita e verá que as coisas começarão a melhorar muito mais rápido do que você imagina.
    Grande abraço fraternal e que Jesus o abençoe e à sua família.

  3. Oi, tenho um grande conflito. Já tive muitas crises de depressão.Numa dessas crises comecei tbem um tratamento espiritual. Onde foi descoberto uma obsessão q já acontecia a muitos anos. Por erros q eu cometi no passado. Esse espírito foi encaminhado e hoje esta recuperado. Porem eu continuo com crises. E descobri a pouco tempo ter o transtorno bipolar. Depois de sair da depressão, tomando antidepressivos eu pensava q estava ótima e comecei a fazer coisas que não me dava conta, eu estava irreconhecível. Estava no estado da hipomania. Hoje estou novamente na fase da depressão. As duas fases me prejudicam muito. Não sei como é estar “normal”. Porque quando penso q estou bem, na realidade não estou. Sou espírita desde criança e preciso de uma opinião q me ajude a entender o que acontece comigo e porque. Obrigada.

  4. Daiane, querida amiga e irmã!
    Algo me diz, ou algum espírito amigo me passa, que você precisa começar a fazer caridade.Comece a visitar creches, orfanatos, casa de idosos e hospitais que necessitam de voluntários. Sentindo-se útil, fazendo o bem ao seu semelhante, você viverá nova fase: aquela de que muitas outras pessoas estão bem pior do que você e que ajudando-as você estará crescendo. Ajudando-as com carinho, amor, contando-lhes histórias e levando-lhes pequenos presentinhos como doces, balas, roupas usadas, você estará fazendo o que há de mais bonito na concepção de Jesus Cristo sobre o amor irrestrito: fazer o bem ao seu semelhante, fazer a caridade sem esperar nada em troca.
    Faça isso Daiane e verá como tudo em sua vida vai dar uma reviravolta de todo o tamanho.
    Aconteceu assim comigo…
    Um beijo no seu bondoso coração!
    Que Jesus a abençoe com muita Luz!

    • Querido amigo Dirceu.Fiquei muito emocionada com sua resposta. Sabe, quando eu era criana sempre pensava que eu iria fazer esse tipo de trabalho voluntrio. Sempre tive essa sensao que eu deveria fazer essas visitas aos mais necessitados, oferecendo carinho e o que eu mais pudesse oferecer. Orfanatos e Lares de idosos por exemplo, sempre me chamaram muita ateno, de uma forma especial. Com a sua resposta, aumenta em mim a certeza que de nada por acaso mesmo, e se renova em mim a vontade de ajudar e me doar ao prximo. Fico Agradecida de corao por sua resposta e ateno.Muito Obrigada! Que Jesus te abenoe!Abraos.

      Date: Tue, 16 Apr 2013 01:37:13 +0000 To: daianunes.nt@hotmail.com

  5. Querido amigo Dirceu.
    Fiquei muito emocionada com sua resposta. Sabe, quando eu era criança sempre pensava que eu iria fazer esse tipo de trabalho voluntário. Sempre tive essa sensação que eu deveria fazer essas visitas aos mais necessitados, oferecendo carinho e o que eu mais pudesse oferecer. Orfanatos e Lares de idosos por exemplo, sempre me chamaram muita atenção, de uma forma especial.
    Com a sua resposta, aumenta em mim a certeza que de nada é por acaso mesmo, e se renova em mim a vontade de ajudar e me doar ao próximo.
    Fico Agradecida de coração por sua resposta e atenção.
    Muito Obrigada!
    Que Jesus te abençoe!
    Abraços.

  6. Nada é por acaso mesmo, querida Daiane… Principalmente esta comunicação entre nós dois. Agora, passe essa ajuda para a frente e você se sentirá a moça mais feliz do mundo e adeus depressão, vazios, vontade de não fazer nada, ou vontade de fazer coisas erradas…
    Jesus, com a caridade sendo realizada, toma conta de seu coração literalmente.
    Um abraço afetuoso!

  7. Prezado Dr. Dirceu, nunca me deparei com qualquer tipo de situação de transtorno bipolar. Sou Educadora de uma escola particular e recebi relatos de uma mãe muito desesperada que retornou com a menina para o convívio escolar. Situação diagnosticada a pouco tempo pela família. A mãe ainda esconde da filha a situação. Quando sondei com Ela se tinha fé, Ela me respondeu que isto não lhe faltava. Mas, como estou em local de trabalho, não me pronunciei em relação a doutrina que fui introduzida desde nascida e aceito até hoje. Apenas recomendei que Ela tenha fé e não esmoreça diante aos desafios. Cada caso que atendo é uma rogatória a Deus em minhas preces em favor desses que precisam.
    Obrigada, Nise. Rio de Janeiro

  8. Querida amiga/irmã Nise,
    Embora eu tenha cara de doutor, não sou um médico; sou um espírita voluntário que leva através do blog, assuntos importantes para a comunidade espírita e não espírita.
    Vá devagar com essa mãe de aluna e você verá que com suas orações, aos poucos ela entenderá que deverá procurar um centro espírita, para amenizar ou até mesmo curar sua filha.
    Você está no caminho certo. É isso mesmo que você está fazendo.
    Que Jesus a abençoe!

  9. Amado Dirceu, entrei por acaso em seu site em busca de algo que se tornou incessante há alguns anos, ou seja, achar a cura da bipolaridade. Sou diagnosticado há alguns anos e tenho pouco mais de 27 anos de idade. Sou adepto ao Evangelismo mas, sem o protestantismo de fazer guerras em nome de Cristo. Meus pensamentos e ideias se distorcem, eu acho. Busco sempre aproximação com todos, embasando-se, sempre, no amor divino. Dias estou bem, noutros mal, noutros péssimo. É como se viver entre o céu e o inferno mas sem controle, sou levado apenas. Tomo minhas medicações diariamente mas, vejo que só medicações e a psicoterapia não não me fazem melhorar, ser normal para ser bem claro. Não sei nem como estou conseguindo digitar. Tem dias em que a animação toma conta de mime faço muitos sorrirem, parece teatro Já tem outros dias em que a vontade de suicidar-se persegue-me mas, graças à Deus, falta -me a coragem e me vem mais ainda angustia, de não ser homem o suficiente para acabar com essas dores. Já passei por crises fortes de extrema loucura, assim eu entitulo, pois fiz coisas que não eram de mim, como se estivesse possesso. Tenho uma queda e um medo enorme pelo espiritismo. Minha casa é muito “carregada”, muitas dores ja se passaram por aqui. Tenho uma certa sensibilidade de sentir tais coisas em certos ambientes ou quando pessoas se aproximam. Vejo que ninguem consegue enganar-me, mesmo eu aceitando palavras que tentam ludibriar-me. Fora da minha casa consigo viver mais. Mas, entretanto, há laços que não consigo desgarrar. Não consigo concentrar-me, muitas vezes nem levantar. Os pensamentos são embaralhados. Alegria e iras se entrelaçam que as vezes ate medo sinto de si mesmo. Há uma força má que me faz ser distinto do que busco ser, um servo divino em busca de prosperar e contribuir com a felicidade geral. Minha familia tem todo um retrospecto de problemas depressivos. Dizem que é porcausa de uma mediunidade que não é cuidada. Eu costumo sentir o que se passa com as pessoas no silencio de suas almas, como tambem, sonho o que irá acontecer. Se guardo para mim, fico com muitas dores de cabeça. Mas, tudo isso ocorre quando estou muito em paz, em harmonia com Cristo. Queria ajuda, poder ter coragem de caminhar ao menos. Queria ter como concentrar-me e aumentar meu saber em busca de estudar e passar num concurso publico que me de alento, sustento tanto a mim quanto aos que me rodeiam. Me sinto um invalido..O que eu era, o que eu fui ficou no passado, apagado por um tal de TBH. Acho que estou eufórico, digitei um livro. Forte abraço. Deus te abençoe.

  10. Pedro Henrique, irmão querido em Jesus Cristo!
    Posso garantir-lhe com toda a certeza que não foi por acaso que você entrou neste site. Se não fosse no nosso blog teria sido em outro blog espírita, onde encontraria alguém com interesse em ajudá-lo nessa questão.
    Primeiramente, peço-lhe que leia atentamente mais uma, ou duas vezes a matéria acima. é importante.
    Vi que você, embora Evangélico, assim como eu sou espírita, não tem nenhum, mas nenhum mesmo, radicalismo quanto à sua crença. Nós acreditamos nos ensinamentos do Mestre Jesus e eles estão em todas as religiões cristãs, basta segui-los; não é mesmo?
    Outra coisa que me chamou a atenção é que você é um forte, uma pessoa que sabe o que quer e que embora a doença o assole, você não se abate e não deixa que ela tome as proporções que a maioria deixa. A questão suicídio, por exemplo, para você é uma carta fora do baralho. Que bom, caro irmão! Estou tão feliz com sua atitude, pois, pela Lei de Causa e Efeito, você, em vidas passadas cometeu algum deslise grave que ocasionou esta reencarnação com a doença que o assola.
    Faça uma coisa que eu vou lhe pedir e sei que você, inteligente e liberal como é, vai me atender: procure um centro espírita de nome, procure pessoas que saibam de um centro espírita que dá passes e que fluidifique água para você e talvez faça ainda uma sessão de desobsessão com você e vera´ que as coisas vão melhorar e muito. Você pode tomar os medicamentos que farão muito bem e poderá levar uma vida bem mais tranquila e com espíritos ruins distantes de você. Temos os inimigos do passado que não perdem a chance de nos magoar quando nos vêem assim mais frágeis.
    Faça o que lhe peço e, por favor, entre em contato novamente comigo, por aqui ou por meu email: rabelodirceu@yahoo.com.br
    Um grande abraço e que Jesus o abençoe agora e sempre, caro irmão!

  11. Caro amigo Dirceu,
    tenho transtorno de personalidade Borderline, e eu gostaria de saber se há algumas explicações para que uma pessoa reencarnasse Border.
    Grata pela atenção.
    Rafaella

    • Rafaella, querida irmã e nova amiga!
      As reencarnações são as chances que Deus nos dá para repararmos os erros do passado. Ele, o Pai e Criador não nos castiga, apenas nos permite espiar nossas faltas, para que assimilemos aquilo que fizemos de errado e possamos então seguir evoluindo sempre até um ponto em que seremos espíritos de Luz pura.
      Se reencarnamos com doenças, sejam elas quais forem, é porque temos débitos no passado e precisamos saldá-los. Não é verdade isso?
      Nascer Border, como você me pergunta é a mesma pergunta que me fiz quando me vi tomando medicamentos para transtornos de humor, não bipolar, mas grave, aos 50 anos de idade. Tomo os medicamentos até hoje, me sinto bem, mas fiz algo de errado para ficar assim, e quando isso acontece, nós temos o perispírito com problemas que serão sanados depois de nossa desencarnação.
      Deu para entender mais ou menos?
      Grande abraço e que Jesus a abençoe! Feliz Natal e Excelente 2015!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: