Publicado por: Dirceu Rabelo | 25/08/2012

O ESPIRITISMO É SUBVERSIVO?

O ESPIRITISMO É SUBVERSIVO?

Jacques Peccatte

.

  Ao contrário da ideia comum que torna o Espiritismo uma religião, os espíritas do Cercle Spirite Allan Kardec, da França, não aceitam os conceitos demasiado simples, que não permitem refletir sobre a evolução do mundo atual.

  O Espiritismo deve integrar-se à vida de nosso tempo, a fim de questionar os eventos culturais, sociais e políticos à luz de nosso conhecimento espírita.
  Tudo o que acontece no planeta merece interesse e reflexão por parte de todos os seres humanos, sobretudo hoje, porque vivemos mais ou menos conscientemente, num modo transnacional dentro do qual a situação de cada país é interdependente dos outros. A globalização econômica é uma realidade atual e a exploração dos países pobres pelos ricos segue, como nos tempos da colonização.
  O Espiritismo de Allan Kardec nunca aceitou esse processo de injustiça nem a resignação diante das misérias. É essencial que, dentro da atualização do Espiritismo, levemos em conta as evoluções coletivas de nossas sociedades.
  Vemos que no neoliberalismo atual, todas as partes da Terra são dependentes desse sistema mundial, incapaz de procurar o bem-estar de todos. As desigualdades se ampliam a cada dia, desigualdades entre os países e entre os indivíduos. A riqueza global aumenta consideravelmente e, paralelamente, a pobreza é cada vez maior.
  A filosofia espírita incorpora conceitos de solidariedade e de fraternidade que estão totalmente ausentes das sociedade humanas, apenas na forma de organizações caritativas. Desgraçadamente a caridade é o único meio de solidariedade que deve preencher as deficiências das sociedades fundadas no egoísmo. O objetivo de cada sociedade deve ser o desenvolvimento econômico, o que é perfeitamente normal e evidente, mas os países pobres estão condenados a abastecer os países ricos, sem benefícios nem desenvolvimento. É um intercâmbio de sentido único.
  Existe uma estratégia dos países desenvolvidos, em particular dos Estados Unidos, que consiste em dirigir o mundo segundo seus próprios interesses e benefícios. É uma política muito evidente, por exemplo, no tocante ao continente africano.
  A geopolítica mundial não é estabelecida ao acaso. Não existe fatalidade, mas vontades muito bem calculadas por parte dos poderes econômicos.
  Como espírita, não posso calar-me diante dessas realidades. Se os habitantes da Terra são irmãos, como aceitar tais diferenças? Penso que esses problemas fazem parte da filosofia espírita em seu aspecto moral.
  Não podemos nos contentar com uma moral individual dentro da qual cada um se preocupa com sua família e de seu vizinho (que é, sem embargo, muito bom). Mas devemos também, como espíritas, considerar o enfoque espírita dentro de uma moral universal. A famosa evolução intelectual e moral definida por Kardec significa que não devemos esquecer o aspecto intelectual, quer dizer, uma compreensão real do mundo atual, a fim de situar-se moralmente frente a um conjunto humano que sofre de sua inferioridade geral.
  Pensamos, aqui na França, que o papel do espírita moderno é refletir, falar, denunciar eventualmente e participar da luta contra o mal, seja qual for a sua forma. Nesse sentido, segundo o título deste artigo, penso que os espíritas podem ser subversivos, não aceitando uma resignação comum e nenhuma fatalidade. Creio que o Espiritismo é uma luta contra todas as injustiças que constatamos na condição humana, participando das mudanças e progresso do mundo.
  Nos séculos passados, o poder foi essencialmente das religiões. Depois despertaram-se sistemas laicos, um pouco mais democráticos. No século 19 foi fundado o Espiritismo por Allan Kardec. Mas, lamentavelmente, constatamos que atualmente o Espiritismo não tem uma verdadeira influência cultural intelectual e moral dentro das sociedades.
  No conjunto, as religiões mantém uma influência preponderante em certos países. E os sistemas sociais e políticos não avançam no sentido da participação. Qual poderia ser o papel do Espiritismo diante da evolução das sociedades atuais no mundo? É uma pergunta que merece ser considerada e eu a proponho a todos os espíritas preocupados com o futuro do planeta.

Fonte: Jornal de cultura espírita “Abertura”, maio de 2000, ano XIII, nº 148, Santos-SP.
Jacques Peccatte, líder espírita francês, um dos fundadores e dirigentes do Círculo Espírita Allan Kardec, de Nancy, França, é diretor-responsável e redator do periódico trimestral “Le Journal Spirite”.
E-mail: j.peccatte@free.fr

NR) Fonte original desta postagem: PENSE – “Pensamento Social Espírita”

Anúncios

Responses

  1. o espiritismo é a própria religião de Satanás .
    Vcs não deveriam citar a bíblia porque nada do que Vcs pregam está lá. De onde já se viu toda está história de reencarnação isto não é de Deus e nunca será , pobre daqueles que acreditam nesta mentira. Saíam desta Vcs que estão lendo este blog. Não caiam nesta mentira, é só ler a bíblia com oração , pedindo o Espírito Santo que iluminem Vcs e se libertarao desta armadilha do diabo .

  2. Cosme, irmão querido!
    O “seu” Jesus é o meu também! O “seu” Deus é o meu também!
    Respeite o nosso direito de sermos seguidores da maravilhosa Doutrina Espírita, assim como respeitamos a todos os seguidores de todas as seitas e religiões.
    Você me parece evangélico; não seja radical a ponto de proclamar o espiritismo como a “religião de Satanás” (sic)… Você dá tanto valor ao diabo que acabou escrevendo o nome dele com “S” maiúsculo. Saiba que este capeta tão valorizado por vocês é simplesmente um dos muitos espíritos que já viveram encarnados na terra e se debandaram para o mal.
    Estude um pouco mais, saia um pouco da Bíblia; leia outras matérias, livros… Enfim, instrua-se mais e saiba que o badalado Espírito Santo é nada mais nada menos que a Plêiade de Grandes Espíritos Superiores de Deus.
    Que Jesus o abençoe e lhe dê muita paz!

  3. É como diz Aline, da Cidade das Pirâmides, “Ser de luz é viver na luz com atitudes, palavras e pensamentos”. Por essa razão partilho com vocês o endereço eletrônico do Programa De Olho no Mundo (www.deolhonomundo.com)
    Abraços.

  4. Com certeza luz13!
    Repito aqui o endereço eletrônico do Programa De Olho no Mundo (www.deolhonomundo.com)
    Grande abraço fraternal


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: