Publicado por: Dirceu Rabelo | 18/10/2012

AS MORADAS DO PAI

AS MORADAS DO PAI

.

Dirceu Thomaz Rabelo

.

Calmo fim de tarde, pai e filho
Saboreiam a doce brisa do mar
E dedilham melodiosos violões.
São momentos marcantes da vida
Que unem mais e mais esses espíritos,
Já entrelaçados há milênios, em reencarnações,
Nas diversas Moradas do Pai, em turbilhões.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: