Publicado por: Dirceu Rabelo | 13/04/2015

RELEMBRANDO O PASSADO – “O LIVRO DOS ESPÍRITOS” – QUESTÃO 308

Anúncios

Responses

  1. Olà? Adorei a palestra e o tema escolhido, para mim, foi ótimo. Pois, estou em meio a uma grande confusão “intima ou mental” e, gostaria que me ajudassem a esclarecer se possível. Em minha adolescência, quando eu morava com minha família no interior de SP, no colégio, conheci um garoto que estudava comigo, era meu amigo da escola etc. Porém, naquela época, tudo era mais inocente e como sempre, a minha vida era muito complicada e turbulenta com sérios problemas familiares, medos, angustias etc. Pois, meu pai havia falecido de câncer, o que tornou bem mais difícil tudo para nós. Quando fiz 15 anos, esse garoto, resolveu se “declarar” para mim… eu nem percebi seus sentimentos, não esperava e não sabia lidar com isso. Porém me tocou. Depois disso, eu também comecei a gostar dele, porém, ele não me passava segurança sobre o seu sentimento. Então, lhe disse que se fosse pra ser dessa maneira “escondido” que então não fosse pra ser. Desde aquele dia, fiquei muito triste e aborrecida, e jurei para mim mesma que JAMAIS iria me lembrar dele, falar com ele e etc. Que o esqueceria para sempre. E não sei como fiz, mas foi exatamente o que aconteceu. Foi como se eu o tivesse bloqueado da minha mente, coração, espírito e matéria. Os anos se passaram, eu me casei, vivo com meu esposo querido, muitas e muitas coisas boas e ruins nos aconteceram. Porém, devido a alguns problemas graves na vida, passamos por vários Centros Espíritas em diversos lugares… e sempre que era a minha vez de passar, a entidade me dizia que tinha um alguém que pensava muito em mim e que gostava muito de mim. Mas, não me dizia quem! Foram várias entidades em lugares diferentes e em momentos diferentes, mesmo quando eu ainda era solteira ou quando eu já estava com meu esposo. Alguns meses se passaram e eu ainda nem lembrava daquele garoto do colégio. Então, quando eu estava fazendo faxina na casa da minha mãe, eu sofri um acidente feio, escorreguei, cai e bati muito forte a cabeça direto no chão e naquele momento eu pensei que tivesse morrido e fui para o hospital. Desde o acidente, essas lembranças deste garoto, voltaram na minha mente e não consigo parar de me recordar. Agora, eu sismei que a pessoa que as entidades dos Centros Espiritas falavam, para mim seria ele. O que o Senhor acha? Pois, eu nunca fui uma pessoa marcante, desejada, cobiçada e etc, e para mim as únicas pessoas que eu tenho em meu coração são: Deus, Jesus, minha mãe, irmã, irmão, meu esposo Carlos, Srº Gongo, Dona Sueli e família e agora ele, devido as recordações. Porque foi também um momento rápido porém importante para mim. Não sei bem ao certo porque, até hoje, não me disseram quem era essa pessoa. Hoje, frequentamos o Federação Espirita do Estado De São Paulo e nas assistências, palestras, tratamentos, conversas com os voluntários, aprendi a me controlar, perdoar, me reservar mais com a vida e a me conformar com tudo o que passamos nesta vida… mas, só queria saber mais sobre essas minhas lembranças de um passado que a pouco havia me esquecido e que hoje se torna presente na minha vida, através das recordações. Muito obrigada e perdão pelo livro que escrevi, foi mais um desabafo. Abraço. Elaine. Sabe, nós precisamos da verdade sempre, para poder prosseguir com a vida.

    • Caríssima Elaine,
      A palestra que você assistiu foi proferida por um médium amigo nosso e que mal tem tempo de dar uma olhada em nosso blog. Portanto, dificilmente ele irá dar-lhe uma resposta para sua indagação. Mas, como espírita e estudioso do espiritismo posso lhe dizer que essas lembranças da infância e juventude ficam gravadas em nosso subconsciente e de repente elas retornam em certo momento de nossas vidas. E mais ainda: Temos lembranças de vidas passadas e mais ainda da vida anterior a esta que estamos vivendo. Digo isso porque está acontecendo comigo e como comecei a escrever depois de aposentado, comecei a “revirar” minha mente e ao fazer os poemas, tudo veio à tona, até mesmo fatos de vidas passadas que são claros para mim.
      Portanto, cabe a cada um de nós fazer uma análise daquilo que estamos nos recordando e o porquê dessa recordação.
      Que Jesus a abençoe!

  2. Obrigada senhor Dirceu.

  3. Estamos às suas ordens cara Elaine, para qualquer indagação que estivermos à altura para que possamos respondê-la.
    Grande e fraterno abraço!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: